Com Ameaça Perene Da Coreia, Japão Decide 'norte' Como Ideograma Do Ano


Decoração Barata: Mude Sua Moradia Gastando Insuficiente


Desde 1995, a Fundação Japonesa de Exame de Eficiência em Kanji promove anualmente uma votação popular em todo o Japão pra escolher o ideograma (kanji) que melhor representa o ano que passou. O anúncio de 2017 foi feito no último dia 12, em Quioto, numa solenidade pela qual um monge revelou o ideograma escolhido através da escrita usual japonesa, o shodo. Clique nste artigo consequência a das constantes ameaças de Kim Jong-un, esse ano a palavra escolhida foi "norte" (kita).


O ideograma reflete o desconforto dos japoneses frente à forte pressão que Pyongyang vem fazendo contra os Estados unidos e seus aliados. Pouco tempo atrás, em consequência a dos frequentes testes de mísseis —dois deles sobrevoaram a nação e caíram no Pacífico—, o Japão anunciou a compra de foguetes capazes de atingir a Coreia do Norte. O tema ganhou destaque e gerou protestos, que mais recursos proíbe o Japão de entrar em conflitos armados.


O primeiro-ministro, Shinzo Abe, que venceu as eleições antecipadas em outubro, quer variar a Carta para ampliar a perícia militar do povo. No ano passado, o ideograma escolhido foi "kin", que significa ouro ou dinheiro. Isto em razão de o Japão obteve doze medalhas de primeiro páginas da web relevantes do Rio, e o ex-governador de Tóquio, Yoichi Masuzoe, foi forçado a se demitir após um escândalo envolvendo fundos políticos. Tóquio também teve um ano agitado no mundo das artes.


A capital japonesa nunca ganhou tantas exposições e mostras —reflexo disso foi a abertura de novos espaços e a reforma de outros. Continuação em março no estiloso bairro de Tennouzu Isle. Artistas como o indiano-britânico Anish Kapoor e o sul-coreano Lee Ufan, além dos japoneses Kohei Nawa e Naoki Ishikawa, agora fizeram exposições pela galeria, que conta com uma área de 270 m².


O recinto é bem mais grande que teu irmão mais velho, o badalado Scai the Bathhouse, que desde 1993 ocupa o espaço de um velho banho público do charmoso bairro Yanaka. Outro dos mais comentados locais este ano foi o museu Yayoi Kusama, aberto em outubro. clique agora de um bairro residencial de Shinjuku, próximo ao hospital psiquiátrico que a artista chamou de residência por quatro décadas, o prédio tem uma arquitetura minimalista, com curvas suaves e janelões de vidro.


A japonesa expõe ali tuas criações, entre elas as icônicas abóboras coloridas e os "espelhos infinitos". 21 Design Sight ganhou um novo espaço, que prontamente foi usado como restaurante e recebeu uma série de exposições e de eventos. A reformulação faz parcela das comemorações de 10 anos da galeria, considerada a meca dos grandes designers no Japão.


  • 31/07/ você pode verificar aqui /07/2018 14h14

  • dezoito de January de 2016 at 15:Cinquenta e nove

  • Plantas de casas com dois quartos, um do lado do outro

  • Escreva pela quota de cima do eva “Como está o tempo hoje”



Os japoneses, como esta de os brasileiros, são bastante supersticiosos e seguem uma série de rituais na passagem de ano. conteúdo adicional , como por exemplo, em cada hipermercado que você entrasse veria em destaque produtos e materiais de limpeza. Isto por causa de esse é o mês em que as empresas e as casas passam por uma grande faxina.


Japonês não começa o ano sem fazer uma boa limpeza e isso é levado muito à sério —há inclusive grupos de voluntários que ajudam a limpar casas de idosos, num esquema de mutirão. Já pela noite do dia 31, os japoneses saem às ruas, porém não para enxergar fogos de artifício ou se divertir em festas. Eles rumam para templos budistas, onde os monges rezam e tocam um amplo sino 108 vezes, número que simboliza os pecados humanos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *